+

em 10/11/2017

Anitta voa rumo ao estrelato internacional: "Medo eu não tenho"

Para nossa capa digital em comemoração aos 17 anos de QUEM Acontece, escolhemos a garota do momento: Anitta. Foram meses de negociação para conseguir encaixar na agenda dela o ensaio que você confere aqui. Por telefone – afinal, é difícil acompanhar Anitta se você não tem seu próprio jatinho – a cantora conversou comigo. “Desculpe o atraso, estava em uma reunião e ela demorou mais do que eu esperava”, disse ao me ligar. Essa é uma parte da sua vida, aliás, que não aparece nos posts do Instagram. Anitta é cantora, mas também é uma mulher de (muitos) negócios. Quando não está no palco, se divide entre planejar e conduzir os rumos de sua carreira internacional e a vida pessoal. Se ela precisa colocar na agenda um tempinho pra curtir o namorado, Thiago Magalhães? “Não preciso (risos). É um comum acordo, se você está com vontade e a pessoa também... Depende da vontade dos dois”, garante, sem entrar em detalhes.

A meteórica carreira de Anitta já virou um case de sucesso que é assunto no meio publicitário e motivo de orgulho da cantora, que sabe que a voz está longe de ser seu principal trunfo. "A voz é um dos fatores, mas não é o mais importante. A mente é. Se você se perder no caminho, não adianta ter a voz mais incrível”, avalia. “Muitas vezes as pessoas olham superficialmente para carreira de alguém. 'Ai...se eu sou x, só posso fazer x'... Por mais que o meu trabalho seja conhecido como o de cantora, existe muito mais. Existe ter compromisso com as pessoas, responsabilidade, palavra, ética, honrar o que fala”, continua.

Os motivos do ‘fenômeno Anitta’ não são poucos nem tão simples de se elencar. Gostos musicais à parte – você pode amá-la ou detestá-la – é admirável o quão rápido e longe chegou a artista nascida e criada no Morro do Brinquedo, em Honório Gurgel, subúrbio carioca. “Sempre tive esse desejo, o sonho de ser artista. Mas daí a acontecer é uma coisa que eu não tinha como imaginar”, diz ela, que começou cantando no coral de igreja, onde ia todos os domingos. “Em Honório eu ia muito para igreja e pra festa dos amigos, dos vizinhos. Eu não tinha muito acesso a coisas que não fossem ali de perto”, relembra ela, que nunca se distanciou das suas raízes.

"Eu até olho pra trás, porque minha origem é humilde. Meu pai e minha mãe se orgulham muito, meu irmão também. Eles mudaram de vida por causa do meu trabalho e eu mudei de vida por conta do apoio e ajuda deles. Tento mantê-los perto de mim para manter o pé no chão”, diz ela, que hoje em dia leva seus amigos de Honório para as festas que dá em sua mansão na Barra da Tijuca: "Falo com toda a galera de Honório, eles vem pras minhas festas de aniversário, na minha casa. Não tem grupo no whatsapp por que lá eu só tenho de trabalho. Mas converso com eles sempre e os convido para as minhas celebrações".

Anitta (Foto: Eduardo Bravin/ Ed. Globo)

Dona do próprio nariz
Fazendo jus ao ditado que diz que ‘o olho do dono é o que engorda o gado’, Anitta se fez empresária dela mesma e está a par de tudo – absolutamente tudo – que envolve sua carreira. “Decidi tomar conta dos meus próprios passos. Tento fazer sempre da forma que amo, que eu sinta prazer e me sinta feliz. O que acontece na minha carreira é resultado de amor, dedicação. Sempre vou fazer algo em que acredito e não o que alguém me mandou e não tem a ver comigo”, avalia. “Sou eu quem dou os comandos, minha equipe cuida da agenda de acordo com o meu direcionamento. Depois que decido, tento apagar da minha memória. Senão fica muita coisa na minha cabeça”, explica.

Aos 24 anos, Anitta é responsável pelo emprego direto de 31 pessoas, entre banda, produção e balé, sem contar o time de publicidade, assessoria e gravadora que se dedica à cantora. Para o maquiador e amigo pessoal Renner Souza – quem acompanha o Instagram Stories dela sabe que os dois são unha e carne – o sucesso de Anitta está intimamente ligado à sua dedicação. “Ela costuma falar: ‘Quero que vocês sejam os melhores profissionais do mundo’. Anitta tem uma equipe que ela treina para ser a melhor, porque ninguém consegue fazer uma carreira dessas só. Ela é focada em tudo o que faz, e faz com amor. Ela realmente abdicou de muitas coisas da vida dela - de uma certa liberdade porque ela é uma menina jovem – pra realizar esse sonho”, diz.

Anitta (Foto: Eduardo Bravin)

Parceria é a alma do negócio
Anitta estourou em todo o Brasil em 2013, ano em que se tornou a cantora mais buscada do Google. Em 4 anos (sim, apenas 4 anos) virou uma verdadeira fábrica de hits. “Tenho a sensação de ser muito mais tempo. Amadureci muito rápido e muita coisa aconteceu”, conta.

Marina Morena, sócia da Map, agência de negociações para publicidade e licenciamentos que presta consultoria para Anitta, exalta as qualidades da amiga que a levaram onde está hoje. “Eu a vejo como uma atleta pela determinação, pelo fôlego, persistência. Ela tem uma personalidade forte e tem um sexto sentido inacreditável”, avalia. “No começo fiquei em dúvida, nossa empresa fazia o papel inverso de atender o cliente e não o artista. A Amanda (Gomes, sócia) insistiu e falou: ‘Essa menina vai fazer sucesso!’”, relembra.Anitta aspas (Foto:  )

Foi Marina quem apresentou Anitta a Giovanni Bianco, o diretor-criativo da Vogue Itália e um dos nomes mais importantes da moda internacional, queridinho de estrelas como Madonna e Gisele Bündchen. “Giovanni a conheceu em um jantar e adorou. As pessoas ficam encantadas como uma menina tão nova é tão focada e esperta”, diz Marina.

“Ela tem todos os elementos para se tornar uma grande estrela da música pop internacional, se conseguir administrar as ansiedades naturais de uma menina de 24 anos. Ela tem uma estrela gigante e talento, além de armas potentes em sua mão: paciência e inteligência emocional, fatores fundamentais para ela continuar voando. Essa menina não veio ao mundo para brincar”, avalia Giovanni Bianco.

Na época, Anitta se preparava para lançar o álbum Bang, e foi Bianco quem sugeriu a criação da música de mesmo nome, cujo clipe foi dirigido por ele e já soma 324 milhões de visualizações no Youtube.

“A gente não tinha grana para pagar o trabalho todo. Ela fez uma campanha de jeans e conseguiu o apoio de uma marca de cosméticos”, relembra Marina Morena sobre Bang. Desde então, Anitta tem se valido também da parceria com as marcas para diminuir os custos das megaproduções. Sobre dinheiro, no entanto, ela é reticente. “Trabalho pensando em me realizar mais do que em fazer dinheiro. Tento fazer com que eu consiga manter os investimentos da minha carreira do jeito que eu sonho. Beleza, estrutura, qualidade... tudo isso precisa ter investimento. O que faço é trabalhar todos os lados e faço com que um sustente o outro”.

CANAIS





Artigos
Câmara Municipal
Cidades
De Olho no Emprego
Economia
Entretenimento
Esporte
Internacional
Moda
Mundo Pop
Notícias
Novelas
O que determina que primeiro de maio seja o dia do Trabalho em sua opinião?
Polícia
Política
Prefeitura Banner
Região
Saúde
Tecnologia
Três Lagoas
COLUNAS
Culinária
Mundo Pop
Esportes
Moda
CONTATO
(67) 3524 2129 / 3524 2868
contato@radiodifusora1250.com.br
LOCALIZAÇÃO
Rua Tiburcia Queiroz Monteiro, 850 - Santos Dumont
Três Lagoas / MS